segunda-feira, 21 de setembro de 2015

Vamos prestigiar e espalhar leitura?!!!!!

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Nosso dia -15 de outubro!!!!




Caros colegas,

No dia do professor(a) ninguém melhor que o saudoso educador Paulo Freire para nos fazer lembrar da implicância contida na luta dos que educa numa concepção libertadora e desejante de mudanças e intervenções capazes de transformar a nós e aos outros.
Mais um dia 15 de outubro para uma categoria que forma a todos e todas nas mais diversas profissões, mas que vem sofrendo o desprestígio, a violência institucional que precariza nosso trabalho, além da violência simbólica e física que muitos são submetidos conforme temos lido na impressa escrita e televisiva do país.
Mudar este quadro é um dever e uma tarefa de todos e todas nós!!!!
Assim se pronuncia Freire (1997, p.151-154) quanto a esta tarefa política, intelectual e emocional do educador(a).
A tarefa do ensinante, que é também aprendiz, sendo prazerosa é igualmente exigente. Exigente de seriedade, de preparo científico, de preparo físico, emocional, afetivo. É uma tarefa que requer de quem com ela se compromete um gosto especial de querer bem não só aos outros, mas ao próprio processo que ela implica. É impossível ensinar sem essa coragem de querer bem, sem a valentia dos que insistem mil vezes antes de uma desistência.
É impossível ensinar sem a capacidade forjada, inventada, bem cuidada de amar. É preciso ousar, no sentido pleno desta palavra...
É preciso ousar para dizer, cientificamente e não blá-blá-blantemente, que estudamos, aprendemos, ensinamos, conhecemos com o nosso corpo inteiro. Com os sentimentos, com as emoções, com os desejos, com os medos, com as dúvidas, com a paixão e também com a razão crítica. Jamais com, esta apenas.
É preciso ousar para jamais dicotomizar o cognitivo do emocional. É preciso ousar para ficar ou permanecer ensinando por longo tempo nas condições que conhecemos, mal pagos, desrespeitados e resistindo ao risco de cair vencidos pelo cinismo.

Parabéns por existirmos e resistirmos!!!
Abraços militantes e esperançosos!!!!
Ana Lúcia Gomes.
Salvador, 15.10.10.
Referência
FREIRE, Paulo. Professor sim, tia não. 16. ed. Olho d’Água.
São Paulo:1997, 127 p.

segunda-feira, 8 de março de 2010

Centenário do dia internacional da Mulher



Olá pessoal , e especial todas as mulheres, negras, brancas, idosas, índias, meninas, moças e adolescentes,

Estamos festejando neste 08 de março 100 anos do dia internacional da mulher, cujo significado se reflete nas marcas, nos corpos, nas roupas, nos estilos, nas profissões, na ciência, nas artes, na educação , na construção civil, enfim, em tantos espaços gendrados, racializados em que nos embrenhamos para dizer nossa palvra, realizar nossas ações, nos revestir de garra, coragem e combater todas as formas de violência contra as mulheres, (re)inventando-nos a cada dia para que gestemos novos humanos e tenhamos cada vez mais mulheres e homens explicitando as relações de equidade de gênero em prol de uma sociedada mais sã em todos os sentidos.
A tod@as, nosso desejo de ver cada Mulher a cada dia mais valorizada, visibilizada,respeitada, amada e parceira.
Para desfrutaramos dessa reflexão brindo este dia de leitura com o texto de Salete, codelista de qualidade.

Lugar de Mulher


Do ponto onde me encontro
Na janela dum sobrado
Daqui donde me defronto
Com meu presente e passado
Fico metendo a colher
Do ‘meu lugar de mulher’
Neste mundão desgarrado
Do meu ângulo obtuso
Num canto da camarinha
Afrouxo um parafuso
Liberto uma andorinha
Desmancho uma estrutura
Arranco uma fechadura
Desmonto uma ladainha
Reza a história do mundo
Que mulher tem seu lugar
É um discurso ‘corcundo’
E prenhe de bla-bla-blá
Eu que ando em toda parte
Divulgo através da arte
Outro modo de pensar:
Lugar de mulher é quarto
Sala, bodega e avião
Lugar de mulher é mato
Cidade, praia e sertão
Lugar de mulher é zona
Do Estado do Arizona
À Vitória de Santo Antão
Lugar de mulher é sauna
Capela, bonde, motel
Lugar de mulher é fauna
Terreiro, campus, quartel
Lugar de mulher é casa
Seja na Faixa de Gaza
Ou no Morro do Borel
Lugar de mulher é cama
Seresta, parque, novena
Lugar de mulher é lama
Escola, laje, cinema
Lugar de mulher é ninho
Dos becos do Pelourinho
Às águas de Ipanema
Lugar de mulher é roça
Riacho, circo, cozinha
Lugar de mulher é bossa
Reisado, feira, lapinha
Lugar de mulher é chão
Das ruelas do Sudão
Às veredas da Serrinha
Lugar de mulher é mangue
Deserto, vila, mansão
Lugar de mulher é gangue
Novela, birô, oitão
Lugar de mulher é mar
Das praias do Canadá
Ao céu do Cazaquistão
Lugar de mulher é ponte
Trincheira, jardim, salão
Lugar de mulher é fonte
Indústria, baile, fogão
Lugar de mulher é mina
Do solo de Teresina
Ao Morro do Alemão
Lugar de mulher é barro
Palco, metrô e altar
Lugar de mulher é carro
Camarote, rede, bar
Lugar de mulher é trem
Dos caminhos de Belém
À serra do Quicuncá
Lugar de mulher é show
Favela, brejo e poder
Lugar de mulher é gol
Ringue, desfile e lazer
Lugar de mulher é creche
Das bandas de Marrakech
Às vilas do ABC
Lugar de mulher é serra
Obra, beco e parlamento
Lugar de mulher é guerra
Missa, teatro e convento
Lugar de mulher é pia
Das tendas de Andaluzia
À Santana do Livramento

Lugar de mulher é tudo
Por onde possa passar
Seja pequeno ou graúdo
Seja daqui ou de lá
Lugar de mulher é Terra
Mas não onde o gato enterra
O que precisa ocultar
Lugar de mulher é dentro
Mas também pode ser fora
Lugar de mulher é centro
Que a margem não ignora
Lugar de mulher é leste
Norte, sul, também oeste
De noite, tarde e aurora
De minha perspectiva
Mulher não tem ‘um lugar'
Onde quer que sobreviva
Pode ser seu habitat
Lugares existem zil
Eu mesma sou do Brasil
E vivo no Ceará!

Marcadores: 8 de março, Gênero

www.cordelirando.blogspot.com

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

Convite aos educadores (as)





Olá pessoal,
Estão convidad@s para tecerem comentários sobre os textos que escolherem para ler.
Aguardo os comentários de vocês!!
Vamos tecer diferentes pontos de vistas e ampliar nossos saberes...
Abraços,
Profª Ana Lúcia Gomes.

sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

2010 iniciando....



Caros(as) amigos(as), Bem-vind@s a 2010.
Que possamos tecer mais textos, partilhar experiências,vivenciar melhores dias na nossa profissão de educador(a).

Comecemos partilhando o texto de Rubem Alves...

Basta o essencial!

Rubem Alves.

Contei meus anos e descobri que terei menos tempo para viver daqui para frente do que já vivi até agora. ( calma, não é bem assim!)
Sinto-me como aquele menino que ganhou uma bacia de jabuticabas.

As primeiras, ele chupou displicente, mas percebendo que faltavam poucas, roí o caroço.

Já não tenho tempo para lidar com mediocridades.

Não quero estar em reuniões onde desfilam egos inflados.

Inquieto-me com invejosos tentando destruir quem eles admiram, cobiçando seus lugares, talentos e sorte.

Já não tenho tempo para projetos megalomaníacos.

Já não tenho tempo para conversas intermináveis para discutir assuntos inúteis sobre vidas alheias que nem fazem parte da minha.

Já não tenho tempo para administrar melindres de pessoas que, apesar da idade cronológica, são imaturas.

Detesto fazer acareação de desafetos que brigaram pelo majestoso cargo de secretário geral do coral ou semelhante bobagem, seja ela qual for.

Meu tempo tornou-se escasso para debater rótulos, quero a essência, minha alma tem pressa...

Sem muitas jabuticabas na bacia, quero viver ao lado de gente humana, muito humana; que sabe rir de seus tropeços, não se encanta com triunfos, não se considera eleita antes da hora, não foge de sua mortalidade, defende a dignidade dos marginalizados, e deseja tão somente andar ao lado de Deus.


Caminhar perto de coisas e pessoas de verdade, desfrutar desse amor absolutamente sem fraudes, nunca será perda de tempo.

O essencial faz a vida valer a pena.

Basta o essencial!

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

Convite para o blog ...




Olá pessoal,

Vamos acessar este blog??? Vocês encontrarão poemas, reflexões, bom humor e muita poesia marcante...

Bom proveito!!!



Abraços,

Ana Lúcia

Recado para os alunos (as ) da EJA









Caros(as) alun@s da EJA,





Sejam muito bem-vindos e vindas ao nosso edublog. Ele foi gestado com muito prazer, atenção e especial carinho para que nele possamos tecer coletivamente saberes, dizeres, experiências...
Estou aguardando os comentários de cada um de vocês das diferentes UP da FTC EAD.
Abraços carinhosos,
Ana Lúcia.